Em janeiro, segundo a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o volume de serviços prestados apesentou alta de 2,1%, em relação ao mesmo mês do ano passado.

Em termos anuais (acumulado em 12 meses), o setor manteve a trajetória ascendente, crescendo 0,3%, configurando o melhor desempenho desde abril de 2015.

Na comparação com o mesmo mês de 2018, quatro das cinco atividades mostraram elevação, com destaque para serviços de informação e comunicação, serviços prestados à família e outros serviços. Também se destaca a expansão do turismo, com forte alta no Estado de São Paulo, impulsionada por hotéis, comida preparada e passagens aéreas.

Na opinião dos economistas da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), no primeiro mês do ano, os serviços continuam em franca recuperação, agora no terreno positivo.

Para eles, a perspectiva para os próximos meses é de acelerar mais, na medida em que continue aumentando a geração de empregos e a renda das famílias. Nesse sentido, segundo os economistas, o setor depende essencialmente da evolução da economia interna, ao contrário da indústria, que é afetada negativamente pela crise na Argentina e pela guerra comercial entre China e Estados Unidos.

Fonte: Diário do Comércio

Veja também: