A discussão em torno da criação de um fundo com dinheiro público para financiar campanhas políticas gerou indignação da ACISA – Associação Comercial e Industrial de Santo André. De acordo com o seu presidente, Evenson Robles Dotto, esse assunto é um ato de desrespeito com toda a sociedade brasileira.

“O Brasil tem hoje mais de 13 milhões de desempregados que sofrem para pagar suas despesas básicas, incluindo a alimentação, sem contar outros tantos milhões que não têm acesso a uma saúde pública de qualidade. A classe empresarial, por sua vez, está cada vez mais massacrada com tanta tributação. Será que os Deputados não enxergam que é hora de cortar despesas, assim como estamos fazendo? É preciso fomentar nossa economia para gerar mais empregos e não retirar dinheiro público para financiar campanhas políticas”.

O posicionamento indignado da ACISA refere-se à reunião, nesta semana, da comissão especial da reforma política na Câmara que discutiu a criação de um fundo especial, que será formado a partir da destinação de 0,5% da receita corrente liquida, tributos que o governo arrecada. Se for aprovado, para 2018 o fundo alcançará o valor de R$ 3,6 bilhões – superior ao orçamento do Ministério da Cultura de 2017, por exemplo.

“Nós brasileiros queremos que a classe política faça melhor uso dos recursos públicos e deixe de lado essa discussão estúpida”, acrescenta Dotto.

 

Compartilhe:

Compartilhe:

Veja também: